Dias parados em negociação

O Sindicato informa que os dias parados também são negociados nas audiências. A greve foi extremamente necessária diante do quadro de retrocesso que os patrões queriam impor à nossa CCT, pois eles querem retirar inúmeras cláusulas ou modificá-las, o que representaria em perdas mensais para os vigilantes noturnos de mais de R$ 500,00 e para os vigilantes diurnos em perdas de mais de R$ 300,00 mensais.

Portanto, tenhamos paciência e vamos acreditar na Justiça do Trabalho. Temos acompanhado a boa vontade e a determinação da desembargadora, Drª Maria Regina, de resolver as pendências nas negociações de conciliação.

Adicionar aos favoritos o Link permanente.

Os comentários estão desativados.