Sindicato Patronal tenta adiar julgamento do Dissídio Coletivo

Em mais uma manobra para impedir que os vigilantes tenham o seu reajuste, referente à Data-Base 2018, os patrões entraram com um agravo junto ao Tribunal Regional do Trabalho – TRT 10, com alegações já vencidas durante o processo, para tentar adiar o julgamento do Dissídio Coletivo.

É inaceitável que usem de tantos artifícios para prejudicar os trabalhadores.

O Sindicato informa aos vigilantes que a data de julgamento do Dissídio Coletivo está mantida para o dia 1º de outubro, conforme definiu o Tribunal Regional do Trabalho ao colocar o processo em pauta.


SindesvDF Sempre Vigilante em Defesa da Categoria

Adicionar aos favoritos o Link permanente.

Os comentários estão desativados.