Esclarecimento sobre o pagamento do retroativo – Dissídio Coletivo – Data-Base 2018.

No dia 13/12 foi publicada, pelo TRT 10ª Região, a sentença referente aos embargos patronais. Ou seja, prevalece a sentença normativa exatamente como estava anteriormente. De acordo com o parágrafo 5º, as empresas pagarão as diferenças salariais, referentes ao período de janeiro a agosto/2018, em quatro (04) parcelas mensais iguais e consecutivas, a partir do salário do mês de outubro/2018 (pagamento no quinto dia útil de novembro).

Fica assim:

1ª parcela – pagamento no quinto dia útil de novembro/2018;

2ª parcela – pagamento no quinto dia útil de dezembro/2018;

3ª parcela – pagamento no quinto dia útil de janeiro/2019;

4ª parcela – pagamento no quinto dia útil de fevereiro/2019;

E as diferenças salariais do mês de setembro/2019 deve ser paga até o salário de fevereiro, a ser pago no quinto dia útil de março/2019.

Já o retroativo do tíquete refeição deve ser pago de uma única vez. Os companheiros do TJDFT, que a empresa MultServ não pagou nada de tíquete. O Sindicato já protocolou um ofício na presidência do TJDFT – Tribunal de Justiça do Trabalho do Distrito Federal e Territórios.

A Empresa que vier a descumprir essa sentença normativa, entraremos imediatamente com uma ação de cumprimento na Justiça. Essa ação não foi feita antes porque o Sindicato estava aguardando o julgamento dos embargos patronais (em audiência que ocorreu no dia 11/12/2018), onde, mais uma vez, se confirmou a sentença proferida anteriormente durante o julgamento do nosso Dissídio Coletivo/2018.

Escute o áudio do Presidente do Sindesv-DF, Paulo Quadros, sobre o pagamento do retroativo. 


SindesvDF Sempre Vigilante em Defesa da Categoria

Adicionar aos favoritos o Link permanente.

Os comentários estão desativados.