Com promessa de gerar emprego, Ibaneis quer reduzir em 25% despesas com terceirizados

Quando governos assumem e falam que vão reduzir despesas, o primeiro alvo deles são os trabalhadores terceirizados. E é exatamente isto que o recém empossado governador do DF, Ibaneis Rocha, quer fazer através de Decreto que será publicado no Diário Oficial do DF de hoje com circulação amanhã, sexta, 11/01, onde determina a redução de despesas dos contratos com empresas de serviços terceirizados vigentes em 25% em todos os órgãos da administração direta, autárquica e fundacional, incluindo as empresas estatais (CEB, Novacap, Caesb, Terracap, Metrô, entre outras). Durante a campanha ele falou em gerar empregos e já começa o mandato com ameaças de demissão.

Todos nós sabemos que a redução em contratos implica em demissão de trabalhadores terceirizados. No caso dos vigilantes, o quadro está bem reduzido e isto tem implicado em morte de trabalhador que em muitos postos de serviço trabalha sozinho, sem o apoio de um colega para dar cobertura em caso de ataque de bandidos. Já morreu vigilante do Metrô, de escola pública, da CEB, de UPA e de outros locais.

O Sindicato dos Vigilantes repudia mais esse ataque ao emprego dos terceirizados. Vamos buscar todas as medidas cabíveis para enfrentar essas medidas que o GDF pretende adotar que, além de piorar a qualidade dos serviços prestados à população, também coloca em risco a vida de trabalhadores e trabalhadoras.

Também buscaremos apoio na Câmara Legislativa e estamos preparados para mais essa luta em defesa do emprego dos vigilantes. 

Adicionar aos favoritos o Link permanente.

Os comentários estão desativados.