Atenção – Nota de Esclarecimento sobre o Plano de Saúde dos Vigilantes do DF

A partir de 1º de abril teremos um novo Plano de Saúde, pois a Unimed Centro Oeste Tocantins rescindiu o contrato alegando que havia muito uso por parte dos vigilantes e seus dependentes (veja a carta de rescisão). Por esta mesma razão, os planos de saúde anteriores também romperam o contrato.
Diante disso, o Sindicato buscou um plano que atendesse a categoria e não recorresse ao rompimento do contrato por excesso de uso. Um plano que coubesse no bolso do vigilante através da participação.

 

O que é participação?

É uma modalidade do plano de saúde na qual o custo da mensalidade é mais acessível para o cliente, pois, ao realizar consultas e exames, o cliente contribui com uma pequena parte do valor – que é chamada coparticipação.

 

Veja a tabela com os valores de consulta e exames:

– Consulta Eletiva => R$ 21,00 (pagos no ato);

– Exames até R$ 166,67 => a participação será de 30% do valor;
Ex.: um exame que custa R$120,00, o vigilante ou dependente pagará R$ 36,00;

– Exames com valor superior a R$ 166,67, o vigilante ou dependente pagará R$ 50,00 (no ato),
Ex.: um exame que custa R$ 700,00, o vigilante ou dependente pagará pelo mesmo R$ 50,00 (no ato).

 

Quais procedimentos não terão participação do vigilante?

– Não serão cobrados dos vigilantes os procedimentos de urgência e emergência (pronto socorro), internação, cirurgia, quimioterapia, hemodiálise, nutrição, psicologia, fonoaudiologia, fisioterapia, etc.

 

Como é o repasse ao Plano de Saúde?

Com a nossa luta, conseguimos implantar o Plano de Saúde com as empresas custeando uma parte que corresponde a R$ 140,00 por vigilante. Desse valor, R$ 130,00 é para custear o plano junto à operadora do Plano de Saúde e R$ 10,00 são para cobrir o repasse do vigilante que está no benefício, que está na cobertura de férias, na reserva e os funcionários administrativos das empresas.

 

Qual é a contribuição do vigilante?

A nova operadora PAME-Embratel terá os valores de R$ 220,00 para Quarto Coletivo e R$ 265,00 para Quarto Privativo.
O titular terá o valor de R$ 130,00 pagos pela empresa e o complemento de R$ 90,00 será descontado em folha (quarto coletivo) ou R$ 135,00 (quarto privativo).

 

Qual é a contribuição do dependente?

A nova Operadora PAME-Embratel estabeleceu os seguintes valores para os dependentes: R$ 220,00 (Quarto coletivo) e R$ 265,00 (Quarto Privativo).

 

Como é a coparticipação em outros planos de saúde de outras categorias?

– GEAP – 30% em todos os procedimentos, sem exceção, inclusive cirurgias e internações. (este é o Plano de Saúde dos Servidores Públicos Federais);

– FASCAL – Todos os procedimentos são pagos e variam conforme o uso e a especialidade, de 6% a 50% do custo do procedimento, inclusive cirurgias e internações. Se uma cirurgia custar R$ 10 mil, o servidor terá de pagar até R$ 5 mil. (este é o Plano de Saúde dos servidores da Câmara Legislativa do Distrito Federal).

 

Nossa luta é e sempre será por um Plano de Saúde custeado 100% pelas Empresas.

Desde que conquistamos o Plano de Saúde com uma parte sendo custeada pelas empresas, sempre lutamos para que a participação das empresas fosse de 100%, ou seja, sem qualquer custo para o vigilante. Apesar de ainda não termos chegado a esse ideal, basta olhar a evolução da participação das empresas, pois ela aumenta a cada ano, possibilitando assim que o vigilante tenha o seu plano de saúde. Uma realidade que até alguns anos atrás era até difícil de imaginar, mas foi uma conquista da luta do Sindicato e da categoria.
A cada campanha, estaremos lutando para aumentar o valor de participação das empresas e diminuir o valor da participação do vigilante.

 

Quem somos e o que defendemos?

A direção do Sindicato dos Vigilantes tem e sempre teve ideologia. A ideologia de defender os direitos e conquistas dos trabalhadores por mais salários, melhores condições de vida e de trabalho, contra os ataques à CLT e por mais leis que melhorem a vida dos trabalhadores e da população. São bandeiras de luta do Sindicato e da CUT, são bandeiras dos brasileiros.

Vamos nos informar mais companheiros e companheiras! Vejam quais são os deputados que apresentam projetos contra os trabalhadores. Se liguem, pesquisem mais.

 

Calúnias terão quer ser provadas

Alertamos aos que estão espalhando nos grupos sociais que o Sindicato muda o Plano de Saúde todo ano porque “está levando algum”, que tragam as provas, que venham fazer a denúncia pessoalmente. Não seja covarde de se esconder atrás de um celular ou de um nome falso. Sabemos quem patrocina vocês. São os mesmos que não desejam melhorias para os vigilantes, são os mesmos que sempre buscam explorar a mão-de-obra e odeiam este sindicato. Estamos de prontidão permanente para defender, única e exclusivamente, os interesses da categoria. Todos os que vierem com calúnias, buscaremos a identificação e a justiça.

 

Considerações finais

A nossa luta é por uma saúde pública de qualidade, e enquanto não vencemos essa batalha, buscamos um Plano de Saúde para os vigilantes da melhor forma possível e o menos oneroso. Lembrando que mudamos de operadora porque são elas próprias que rompem o contrato, não somos nós. Desejamos que todos e todas possam usufruir do seu novo Plano de Saúde e quando estiverem mais familiarizados, verão que o Sindicato buscou um bom plano e que atenda às necessidades da categoria.
Nosso maior desejo é de muita saúde, paz e prosperidade para todos os vigilantes. Pedimos a Deus sabedoria nos momentos difíceis e que todos e todas possam exercer suas atividades com saúde e segurança, voltando todos os dias para os seus lares na mais perfeita harmonia e bem-estar.

 

SAÚDESIM

Para aqueles que não fizeram adesão ao Plano de Saúde da PAME, fica garantindo o atendimento na Rede de Saúde SAÚDESIM. Esse atendimento é válidos apenas para o titular, ou seja, não é aceito dependentes (filhos e cônjuges). É uma rede enxuta, bem reduzida em relação à nova rede da PAME e depende do repasse financeiro, em dia, das empresas de segurança.

  • Tabela de todos os procedimentos da Saúdesim:

Consulta marcada – R$ 25,00
Consulta pronto socorro – R$ 30,00
Exames simples, por guia  – R$ 10,00 (cada)
Exames de alta complexidade – R$ 50,00

 

Hospitais credenciados da Saúdesim

Prestador Tipo de Atendimento Região
Hospital São Mateus PS / IE Cruzeiro
Hospital Das Clínicas PS / IE Ceilândia
Hospital São Francisco PS / IE Ceilândia
Hospital Anna Nery PA / IE Taguatinga

 

Clínicas credenciadas da Saúdesim

Prestador Tipo de Atendimento Região
Centro Médico Dom Bosco AE Asa Sul
Salutar AE Asa Sul
Centro Médico Taguatinga AE Taguatinga
Policlínica Santa Rita AE Taguatinga

 

Preparar para impressão