Vigilante que Faz: Claudeir Pinto Gonçalves

De acordo com o depoimento de Márcia Massari, fundadora de projeto para crianças e adolescentes, ela diz que conheceu o vigilante Claudeir Pinto Gonçalves no Hospital Regional de Brazlândia onde trabalhavam, e  um dia conversando  com ele contou que estava construindo  um espaço para desenvolver projetos para jovens e crianças,  foi quando ele disse que lutava Jiu-Jitsu e se dispôs a  dar aula.

Segundo Márcia, demorou um tempinho até que terminasse a construção e comprasse o tatame, mas ele nunca deixava de perguntar se já estava pronto.

O espaço foi inaugurado em 2016, e logo em 2017 o mestre Claudeir começou a treinar os poucos alunos que tinham. Hoje o mestre Claudeir tem em torno de 50 alunos entre pais e filhos, crianças, jovens e adultos. Vai dar aulas como voluntário, até mesmo após sair de um plantão de 12 hs e é amado demais por seus pupilos.

O Espaço Sociocultural Teresa Massari  (ESCUTEM),  já ganhou várias medalhas no Jiu-Jitsu, sendo as mais recentes uma de ouro (pelo próprio mestre) e uma de prata por um de seus alunos  em Teresópolis no Rio de Janeiro.

Márcia Massari afirma que são muito gratos a Deus e a ele por proporcionar esporte e disciplina a pessoas que tanto necessitam.

Claudeir é vigilante no hospital Regional de Brazlândia e o Sindicato o parabeniza pelo trabalho voluntário que realiza, fazendo uma grande diferença positiva na comunidade onde atua.

Preparar para impressão